Coberturas – Coquetel – Coffee Break – Lançamentos – Frontstage – Backstage – Coluna Social – Eventos – Happy Hour – Palestras – Briefing – Desfiles – Moda – Feiras – Chás – Fotos – Exposições – Arte Assessoria de Imprensa e Comunicação Nacional

sábado, 9 de junho de 2018

Jóias] Da realeza ao cotidiano: joias como presentes que se perpetuam em gerações








As joias são tidas como eternas, marcos que costumam ir de geração em geração. Não é raro, portanto, ver peças que seguem em família há décadas. Um dos exemplos mais importantes aconteceu em maio quando o mundo parou para assistir o casamento do príncipe Harry, da família real britânica, e a agora duquesa Meghan Markle, sendo um dos assuntos mais comentados na mídia a tiara utilizada pela noiva.






Meghan entrou na cerimônia, na Capela de São Jorge do Castelo de Windsor, com um adereço elaborado para a rainha Mary no ano de 1932. O diamante central do acessório foi dado à monarca em 1893. A rainha Elizabeth II ganhou a tiara em 1953, presente no seu casamento com o príncipe George.

Brincos, colares e pulseiras são exemplos de joias que costumam ser herdadas, tanto pelo valor agregado e qualidade do material, quanto pela carga emocional.A Aliança de Ouro está há mais de meio século no mercado cearense de ótica, joias e relógios, e, portanto conhece bastante esse segmento. “Quem possui hoje uma joia, possui um peça de valor sentimental e financeiro, que deseja perpetuar, deixando para um ente querido. Na Aliança de Ouro trabalhamos com peças de altíssimo requinte e beleza”, aponta Erivan Ferreira, diretor do Grupo.

Hoje, portanto, muito mais do que representarem composições de looks, as joias são símbolos emocionais e, por isso, são itens bastante comuns nas heranças. “São peças que não costumam ter a composição alterada no decorrer dos anos, por serem elaboradas com materiais nobres e delicados, e estão sempre em alta no mercado”, pontua o empresário.

Nas lojas da Aliança de Ouro, presente nos principais shoppings e corredores econômicos, há uma gama de produtos para quem deseja adquirir uma peça requintada. A procura maior é pelos brincos e anéis, sendo mais comuns as opções de 18 quilates e com pontos de luz . “Perpetuar uma joia de família é uma das mais bonitas formas de expressar amor e respeito aos antepassados. É um investimento que segue a longo prazo, pois as peças são duráveis, precisando apenas de cuidados básicos de limpeza e armazenamento”, conclui Erivan.

ALIANÇA DE OURO

  
Com mais de meio século de história, a Aliança de Ouro, iniciou com os serviços em 1964 na tradicional Rua General Bezerril, no Centro de Fortaleza. Atualmente, como referência de uma das principais óticas e joalherias de Fortaleza, a Aliança de Ouro conta com 11 lojas na Cidade. Com preços acessíveis, competitivos com o mercado europeu e ótimas condições de pagamento, a Aliança de Ouro se tornou referência em moda para os olhos, com ofertas de lançamentos simultâneos aos da Europa, sob criteriosa seleção de modelos, com certificado de autenticidade. O Grupo Aliança de Ouro é ponto de venda oficial de grifes como Cartier, Boucheron, Dior, Gucci, Bvlgari, Montblanc, Tiffany & Co, Fendi, Jimmy Choo, Balenciaga, Prada, Dolce&Gabanna, Persol, Swarovski, Silhouette, Flair, Ray Ban, Anna Hickman entre outras.

Serviços Aliança de Ouro:
Site: http://www.aliancadeouro.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/aliancadeouro
Instagram: https://www.instagram.com/lojasaliancadeouro/


Nenhum comentário: